Comportamento na WEB

Comportamento na WEB

15 fatos e estatísticas sobre comportamento e uso Mobile

Alguns dados rápidos e diretos sobre mobile. Muitos deles relacionados ao mercado americano ou europeu, mas dá para ter uma boa ideia de aonde as coisas estão caminhando.

Android é responsável por 53% dos tablets, enquanto iOS representa 39%.

Tablets vs. Smartphones. Esperava-se que tablets superassem smartphones em termos de tempo de navegação em 2014, mas esse número se estabilizou devido aos smartphones de telas maiores.

Uso de tablet por hora do dia. O uso de tablet continua sendo mais popular à noite. A maior taxa de uso acontece em casa, no sofá ou na cama, entre 7 e 10 da noite. Não é surpresa que 93% do uso de tablet aconteça conectado a uma rede wi-fi.

Usuários americanos têm em média o dobro do número de apps que tinham em 2013: 42 aplicativos em smartphones e 35 em tablets. 90% das pessoas usa menos de 10% desses aplicativos diariamente e muita gente esquece os apps que já baixaram.

A maior parte dos aplicativos mobile são usados para passar o tempo.

Usuários ainda preferem fazer compras em sites mobile: 58% do faturamento vem de sites mobile e 42% de aplicativos nativos.

84% dos usuários que fazem compras pelo celular usam seus dispositivos dentro das lojas físicas. Ferramentas de comparação de preço são algumas das funções mais usadas em várias categorias de produtos. Pessoas que usam o smartphone para ajudar nas compras costumam gastar mais do que a média.

A venda de tablets aumentou 68% de 2012 para 2013, enquanto a venda de PCs caiu 98%.

Uma prática bastante comum hoje em dia. 40% dos adultos começam atividades em um dispositivo e terminam em outro.

Não houve melhora na aceitação ao uso de QR Code nos últimos anos.

Para tablets, a divisão do tempo de uso entre o modo retrato (em pé) e paisagem (deitado) continua acirrada. Eles são usados 60% do tempo em modo retrato entre usuários de iPad.

As taxas de conversão de vendas em tablets (cerca de 3%) são 3 vezes maiores do que em smartphones (cerca de 1%). E as de tablet continuam crescendo.

Preocupação com segurança continua sendo a maior barreira para compras online pelo smartphone, seguido pela incoveniência e falta de usabilidade em ter que preencher formulários em celulares.

Fonte: measuringu.com

Compartilhe...

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *